Linhas de tendência

Pode adicionar linhas de tendência a todos os gráficos 2D, com exceção dos gráficos circulares e de cotações.

Para aceder a este comando...

Escolha Inserir - Linha de tendência (Gráficos)


Ícone de nota

Se inserir uma linha de tendência num tipo de gráfico que utilize categorias, como Linha ou Coluna, serão utilizados os números 1, 2, 3, como valores x para calcular a linha de tendência. Para estes gráficos, o tipo mais adequado será o XY.


Ícone de nota

Um alinha de tendência é mostrada automaticamente na legenda. O nome da linha de tendência pode ser definido nas opções.


A linha de tendência tem a mesma cor que a série de dados correspondente. Para alterar as propriedades da linha, selecione a linha de tendência e escolha Formatar - Formatar seleção - Linha.

Equação da linha de tendência e coeficiente de determinação

Quando o gráfico está no modo de edição, o LibreOffice disponibiliza a equação da linha de tendência e o coeficiente de determinação R2, mesmo que algum deles não seja mostrados. Clique na linha de tendência para mostrar as informações na barra de estado.

Para mostrar a equação da linha de tendência, selecione a linha de tendência no gráfico, clique com o botão direito do rato para abrir o menu de contexto e escolha Inserir equação da linha de tendência.

Para alterar o formato dos valores (menos casas decimais ou notação científica), selecione a equação no gráfico, clique com o botão direito para abrir o menu de contexto e escolha Formatar equação da linha de tendência - Números.

A equação padrão utiliza x como abcissa e f(x) como ordenada. Para alterar esses nomes, selecione a linha de tendência e escolha Formatar - Formatar seleção – Tipo e digite os nomes nas caixas de edição Nome da variável X e Nome da variável Y.

Para mostrar o coeficiente de determinação R2, selecione a equação no gráfico, clique com o botão direito para abrir o menu de contexto e escolha Inserir R2.

Ícone de nota

Se a interseção for forçada, o coeficiente de determinação R2 não é calculado da mesma forma como se fosse uma interseção livre. Os valores de R2 não podem ser comparados entre as interseções forçadas e livres.


Tipos de curva para linhas de tendência

Estão disponíveis os seguintes tipos de regressão:

Restrições

O cálculo da linha de tendência considera apenas os pares de dados com os seguintes valores:

Deverá transformar os dados em conformidade; é melhor trabalhar com uma cópia dos dados originais e transformar os dados copiados.

Calcular parâmetros no Calc

Também pode calcular os parâmetros utilizando as funções do Calc, da seguinte forma.

A equação de regressão linear

A regressão linear segue a equação y=m*x+b.

m = DECLIVE(Dados_Y;Dados_X)

b = INTERSEÇÃO(dados_y;dados_x)

Calcule o coeficiente de determinação através de

r2 = RQUAD(dados_y;dados_x)

Além de m, b e r2, a função de matriz PROJ.LIN disponibiliza dados estatísticos adicionais para uma análise de regressão.

A equação de regressão logarítmica

A regressão logarítmica segue a equação y=a*ln(x)+b.

a = DECLIVE(Dados_Y;LN(Dados_X))

b = INTERSEÇÃO(dados_y ;LN(dados_x))

r2 = RQUAD(dados_y;LN(dados_x))

A equação de regressão exponencial

Para linhas de tendência exponencial, ocorre uma transformação para um modelo linear. O ajuste ideal da curva está relacionado com o modelo linear e os resultados serão interpretados em conformidade.

A regressão exponencial segue a equação y=b*exp(a*x) ou y=b*mx que são, respetivamente, transformadas em ln(y)=ln(b)+a*x ou ln(y)=ln(b)+ln(m)*x.

a = DECLIVE(LN(Dados_Y);Dados_X)

As variáveis para a segunda variação são calculadas do seguinte modo:

m = EXP(DECLIVE(LN(Dados_Y);Dados_X))

b = EXP(INTERSEÇÃO(LN(dados_y);dados_x))

Calcule o coeficiente de determinação através de

r2 = RQUAD(LN(dados_y);dados_x)

Além de m, b e r2, a função de matriz PROJ.LOG disponibiliza dados estatísticos adicionais para uma análise de regressão.

A equação de regressão geométrica

Para curvas de regressão de potências ocorre uma transformação para um modelo linear. A regressão de potências segue a equação y=b*xa, que é transformada em ln(y)=ln(b)+a*ln(x).

a = DECLIVE(LN(Dados_Y);LN(Dados_X))

b = EXP(INTERSEÇÃO(LN(dados_y);LN(dados_x))

r2 = RQUAD(LN(dados_y;LN(dados_x))

A equação de regressão polinomial

Para curvas de regressão polinomial, é executada a transformação para um modelo linear.

Criar uma tabela com as colunas x, x2, x3, … , xn e y até o grau desejado n.

Utilize a fórmula =PROJ.LIN(dados_Y, dados_X) com o intervalo completo de x a xn (sem cabeçalhos) como dados_X.

A primeira linha do resultado de PROJ.LIN contém os coeficientes da regressão polinomial, com o coeficiente de xn na posição mais à esquerda.

O primeiro elemento da terceira linha do resultado de PROJ.LIN é o valor de r2. Consulte a função PROJ.LIN para obter detalhes sobre a respetiva utilização e uma explicação dos outros parâmetros do resultado.

Barras de erros X/Y

Função PROJ.LIN

Função PROJ.LOG

Função DECLIVE

Função INTERSEÇÃO

Função RQUAD

Necessitamos da sua ajuda!