Funções de Estatística - Parte Cinco

DISTORÇÃOP

Devolve a distorção de uma distribuição utilizando a população de uma variável aleatória.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.1.


Sintaxe

SKEWP(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least three values.

Ícone de nota

Esta função é parte integrante da norma Open Document Format for Office Applications (OpenDocument), versão 1.2 (ISO/IEC 26300:2-2015).


Exemplos

DISTORÇÃOP(2;3;1;6;8;5) devolve 0,2828158928

DISTORÇÃO.P(A1:A6) devolve 0,2828158928, se no intervalo A1:A6 estiverem os valores {2;3;1;6;8;5}

DISTORÇÃO.P(número1;número2) devolve sempre zero se número1 e número2 resultarem em dois números.

DISTORÇÃO.P(número1) devolve Err:502 (argumento inválido) se número1 resultar em um número, uma vez que DISTORÇÃO.P não pode ser calculada com apenas um só valor.

VARP

Calcula a variância com base na população.

Sintaxe

VARP(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=VARP(A1:A50)

VAR.P

Calcula a variância com base na população.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.2.


Sintaxe

VAR.P(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=VAR.P(A1:A50)

VARPA

Calcula a variância com base na população. O valor do texto corresponde a 0.

Sintaxe

VARPA(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=VARPA(A1:A50)

VAR.S

Calcula a variância com base numa amostra.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.2.


Sintaxe

VAR.S(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values.

Exemplo

=VAR.S(A1:A50)

DESVPAD.P

Calcula o desvio padrão a partir da população.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.2.


Sintaxe

STDEV.P(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=DESVPAD.P(A1:A50) devolve o desvio padrão dos dados referenciados.

DESVPAD.S

Calcula o desvio padrão a partir de uma amostra da população.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.2.


Sintaxe

STDEV.S(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values.

Exemplo

=DESVPAD.S(A1:A50) devolve o desvio padrão dos dados referenciados.

DESVPADP

Calcula o desvio padrão com base na população.

Sintaxe

STDEVP(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=DESVPADP(A1:A50) devolve um desvio padrão dos dados referenciados.

DESVPADPA

Calcula o desvio padrão com base na população.

Sintaxe

STDEVPA(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Text has the value 0.

Exemplo

=DESVPADPA(A1:A50) devolve o desvio padrão dos dados referenciados.

DESVPADA

Calcula o desvio padrão de uma estimativa baseada numa amostra.

Sintaxe

STDEVA(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values. Text has the value 0.

Exemplo

=DESVPADA(A1:A50) devolve o desvio padrão estimado com base nos dados referenciados.

NORMALIZAR

Converte uma variável aleatória num valor normalizado.

Sintaxe

NORMALIZAR(número; média; desv_padrão)

número é o valor a ser normalizado.

média: é o valor médio da distribuição.

desv_padrão é o devio padrão da distribuição.

Exemplo

=NORMALIZAR(11;10;1) devolve 1. O valor 11 numa distribuição normal com uma média de 10 e um desvio padrão de 1 está tão acima da média de 10 como o valor 1 está acima da média da distribuição normal padrão.

DIST.T.2C

Devolve a distribuição t de Student bicaudal, utilizada frequentemente para testar hipóteses em pequenos conjuntos de dados.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

DIST.T.2C(número; graus_liberdade)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição.

Exemplo

=DIST.T.2C(1; 10) devolve 0,3408931323.

DIST.T.DIR

Devolve a distribuição t de Student unilateral à direita, utilizada frequentemente para testar hipóteses em pequenos conjuntos de dados.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

DIST.T.DIR(número; graus_liberdade)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição.

Exemplo

=DIST.T.DIR(1; 10) devolve 0,1704465662.

DISTT

Devolve a distribuição t de Student.

Sintaxe

DISTT(número; graus_liberdade; modo)

número é o valor em relação ao qual se pretende calcular a distribuição t de Student.

graus_liberdade são o graus de liberdade da distribuição T.

modo = 1 devolve o teste unilateral e modo = 2 devolve o teste bilateral.

Exemplo

=DISTT(12;5;1)

DIST.NORMP

Devolve a função de distribuição cumulativa normal padrão. A distribuição têm uma média de zero e um desvio padrão de um.

São equivalentes GAUSS(x)=DIST.NORMP(x)-0,5

Sintaxe

DIST.NORMP(número)

número corresponde ao valor em relação ao qual se pretende calcular a distribuição cumulativa normal padrão.

Exemplo

=DIST.NORMP(1) devolve 0,84. A área abaixo da curva de distribuição normal padrão à esquerda do valor X=1 corresponde a 84% da área total.

ORDEM.MÉD

Devolve a ordem de um número numa matriz ou intervalo de dados.Se existirem valores duplicados, devolve a ordem média.

note

A diferença entre ORDEM.MÉD e ORDEM.EQ ocorre quando existem dados duplicados na lista de valores. A função ORDEM.EQ devolve o valor com maior ordem e a função ORDEM.MÉD devolve a ordem média.


tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

RANK.AVG(Value; Data [; Type])

valor é o valor para o qual se pretende determinar a posição.

dados é a matriz ou intervalo de dados da amostra.

tipo (opcional) é a ordem da sequência.

Tipo = 0 significa descendente, do último item de intervalo para o primeiro (padrão).

Tipo = 1 significa ascendente, do primeiro item de intervalo para o último.

Exemplo

=ORDEM.MÉD(A10;A1:A50) devolve a ordem do valor da célula A10 no intervalo de valores A1:A50. Se valor não existir no intervalo, devolve uma mensagem de erro.

ORDEM.EQ

Devolve a ordem de um número, dentro da matriz ou intervalo de dados. Se existirem valores duplicados, é devolvida a ordem superior.

note

A diferença entre ORDEM.MÉD e ORDEM.EQ ocorre quando existem dados duplicados na lista de valores. A função ORDEM.EQ devolve o valor com maior ordem e a função ORDEM.MÉD devolve a ordem média.


tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

RANK.EQ(Value; Data [; Type])

valor é o valor para o qual se pretende determinar a posição.

dados é a matriz ou intervalo de dados da amostra.

tipo (opcional) é a ordem da sequência.

Tipo = 0 significa descendente, do último item de matriz para o primeiro (padrão).

Tipo = 1 significa ascendente, do primeiro item de intervalo para o último.

Exemplo

=ORDEM.EQ(A10;A1:A50) devolve a ordem do valor da célula A10 no intervalo de valores A1:A50. Se valor não existir no intervalo, devolve uma mensagem de erro.

ORDEM

Devolve a posição de um número numa amostra de dados.

Sintaxe

RANK(Value; Data [; Type])

valor é o valor para o qual se pretende determinar a posição.

dados é a matriz ou intervalo de dados da amostra.

tipo (opcional) é a ordem da sequência.

Tipo = 0 significa descendente, do último item de matriz para o primeiro (padrão)

Tipo = 1 significa ascendente, do primeiro item de intervalo para o último.

Exemplo

=ORDEM(A10;A1:A50) devolve a ordem do valor em A10 no intervalo de valores A1:A50. Se o valor não existir no intervalo, é mostrada uma mensagem de erro.

TESTET

Devolve a probabilidade associada ao Teste T de Student.

Sintaxe

TESTET(dados_1; dados_2; caudas; tipo)

dados_1 corresponde à matriz ou intervalo de dados dependente para o primeiro registo.

dados_2 corresponde à matriz ou intervalo de dados dependente para o segundo registo.

Para caudas = 1 calcula o teste unilateral e para caudas = 2 calcula o teste bilateral.

tipo é o tipo de teste T que se pretende executar. O tipo 1 corresponde ao teste emparelhado. O tipo 2 corresponde a um teste com duas amostras com variância igual (homoscedástico). O tipo 3 corresponde a um teste com duas amostras com variância distinta (heteroscedástico).

Exemplo

=TESTET(A1:A50;B1:B50;2;2)

TESTE.T

Devolve a probabilidade associada à distribuição t de Student.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

TESTE.T(dados_1; dados_2; modo; tipo)

dados_1 é a primeira matriz ou intervalo de dados.

dados_2 é a segunda matriz ou intervalo de dados.

Para modo=1 calcula o teste unicaudal e para modo=2 calcula o teste bicaudal.

tipo é o tipo de teste a realizar. Se tipo = 1 o teste é emparelhado, se teste =2 o teste e para duas amostras de variância igual e se tipo = 3 o teste é para duas amostras com variância diferente.

Exemplo

=TESTE.T(A1:A50;B1:B50;2;2)

DIST.T

Devolve a probabilidade associada à distribuição t de Student.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

DIST.T(número; graus_liberdade; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição.

Para cumulativo=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.T(1; 10; VERDADEIRO) devolve 0,8295534338.

PROB

Devolve a probabilidade de os valores de um intervalo se encontrarem entre dois limites. Se não existir qualquer limite_superior, esta função calcula a probabilidade com base no princípio de que os valores de matriz_dados são iguais ao valor do limite_inferior.

Sintaxe

PROB(Data; Probability; Start [; End])

matriz_dados é a matriz de dados da amostra.

probabilidade é a matriz ou intervalo das probabilidades correspondentes.

limite_inferior é o limite inferior do intervalo cuja probabilidade se pretende clacular.

End (optional) is the end value of the interval whose probabilities are to be summed. If this parameter is missing, the probability for the Start value is calculated.

Exemplo

=PROB(A1:A50;B1:B50;50;60) devolve a probabilidade com que um valor no intervalo A1:A50 também se encontra nos limites entre 50 e 60. Todos os valores compreendidos no intervalo A1:A50 têm uma probabilidade de se encontrar no intervalo B1:B50.

DESVQ

Devolve a soma dos quadrados dos desvios baseados na média de uma amostra.

Sintaxe

DEVSQ(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

Exemplo

=DESVQ(A1:A50)

DECLIVE

Devolve o declive da linha de regressão linear. O declive adapta-se aos pontos de dados determinados para os valores de y e x.

Sintaxe

DECLIVE(dados_y; dados_x)

dados_y corresponde à matriz dos dados Y.

dados_x corresponde à matriz de dados X.

Exemplo

=DECLIVE(A1:A50;B1:B50)

EPADYX

Devolve o erro padrão do valor y previsto para cada valor x na regressão.

Sintaxe

EPADYX(dados_y; dados_x)

dados_y corresponde à matriz dos dados Y.

dados_x corresponde à matriz de dados X.

Exemplo

=EPADYX(A1:A50;B1:B50)

INVT

Devolve o inverso da distribuição T.

Sintaxe

INVT(número; graus_liberdade)

número é a probabilidade associada à distribuição T bilateral.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição T.

Exemplo

=INVT(0,1;6) devolve 1,94

INV.NORMP

Devolve o inverso da distribuição cumulativa normal padrão.

Sintaxe

INV.NORMP(probabilidade)

probabilidade é a probabilidade associada à distribuição normal.

Exemplo

=INV.NORMP(0,908789) devolve 1,3333.

INV.S.NORM

Devolve o inverso da distribuição cumulativa normal padrão.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

INV.S.NORM(probabilidade)

probabilidade é a probabilidade associada à distribuição normal.

Exemplo

=INV.S.NORM(0,908789) devolve 1,333334673.

INV.T

Devolve o inverso unilateral à esquerda da distribuição t de Student.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

INV.T(número; graus_liberdade)

número é o valor para o qual se pretende calcular o inverso da distribuição t de Student.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição t de Student.

Exemplo

=INV.T(0,1;6) devolve -1,4397557473.

PERMUTAR.R

Devolve o número de permutas para um determinado número de objetos (com repetição).

Sintaxe

PERMUTAR.R(número_1; número_2)

número_1 é o número total de objetos.

número_2 é o número de objetos em cada permuta.

Exemplo

Com que frequência são selecionados 2 objetos de um total de 11 objetos?

=PERMUTAR.R(11;2) devolve 121.

=PERMUTAR.R(6;3) devolve 216. Existem 216 possibilidades de se colocar uma sequência de 3 cartas de um conjunto de seis, se cada carta for devolvida antes de escolher a carta seguinte.

PERMUTAR

Devolve o número de permutas para um determinado número de objetos (sem repetição).

Sintaxe

PERMUTAR(número_1;número_2)

número_1 é o número total de objetos.

número_2 é o número de objetos em cada permuta.

Exemplo

=PERMUTAR(6;3) devolve 120. Existem 120 possibilidades de escolher uma sequência de 3 cartas de entre um conjunto de 6.

DISTORÇÃO

Devolve o valor da assimetria de uma distribuição.

Sintaxe

SKEW(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least three values.

Exemplo

=DISTORÇÃO(A1:A50) calcula o valor de assimetria dos dados referenciados.

WEIBULL

Devolve os valores da distribuição Weibull.

A distribuição Weibull é uma distribuição de probabilidade contínua, com parâmetros alfa > 0 (forma) e beta > 0 (escala).

Se C for 0, WEIBULL calcula a função de densidade da probabilidade.

Se C for 1, WEIBULL calcula a função de distribuição cumulativa.

Sintaxe

WEIBULL(número; alfa; beta; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição Weibull.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Weibull.

beta é o parâmetro beta da distribuição Weibull.

cumulativo indica o tipo de função.

Exemplo

=WEIBULL(2;1;1;1) devolve 0,86.

Consulte também a página Wiki.

DIST.WEIBULL

Devolve os valores da distribuição Weibull.

A distribuição Weibull é uma distribuição de probabilidade contínua, com parâmetros alfa > 0 (forma) e beta > 0 (escala).

Se C for 0, WEIBULL calcula a função de densidade da probabilidade.

Se C for 1, DIST.WEIBULL calcula a função de distribuição cumulativa.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.2.


Sintaxe

DIST.WEIBULL(número; alfa; beta; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição Weibull.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Weibull.

beta é o parâmetro beta da distribuição Weibull.

cumulativo indica o tipo de função.

Exemplo

=DIST.WEIBULL(2;1;1;1) devolve 0,8646647168.

Consulte também a página Wiki.

DIST.S.NORM

Devolve os valores da função de distribuição normal cumulativa. A distribuição tem uma média de zero e um desvio padrão de um.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

DIST.S.NORM(número; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição.

Para cumulativo=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.S.NORM(1;0) devolve 0,2419707245.

=DIST.S.NORM(1;1) devolve 0,8413447461. A área abaixo da curva da distribuição normal à esquerda do valor X = 1 é 84% da área total.

VAR

Devolve uma estimativa da variância com base numa amostra.

Sintaxe

VAR(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values.

Exemplo

=VAR(A1:A50)

VARA

Devolve uma estimativa da variância com base numa amostra. O valor do texto corresponde a 0.

Sintaxe

VARA(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values.

Exemplo

=VARA(A1:A50)

INV.T.2C

Dvolve o inverso bicaudal da distribuição t de Student, utilizada frequentemente para testar hipóteses em pequenos conjuntos de dados.

tip

Esta função está disponível desde o LibreOffice 4.3.


Sintaxe

INV.T.2C(número; graus_liberdade)

número é a probabilidade associada à distribuição.

graus_liberdade são os graus de liberdade da distribuição.

Exemplo

=INV.T.2C(0,25; 10) devolve 1,221255395.

DESVPAD

Estima o desvio padrão com base numa amostra.

Sintaxe

STDEV(Number 1 [; Number 2 [; … [; Number 255]]])

Number 1, Number 2, … , Number 255 are numbers, references to cells or to cell ranges of numbers.

The parameters should specify at least two values.

Exemplo

=STDEV(A1:A50) returns the estimated standard deviation based on the data referenced.

PREVISÃO

Faz uma extrapolação de valores futuros com base em valores x e y existentes.

Sintaxe

PREVISÃO(x; dados_y; dados_x)

x é o valor x para o qual deve ser devolvido o valor y na regressão linear.

dados_y corresponde à matriz ou intervalo de valores y conhecidos.

dados_x corresponde à matriz ou intervalo de valores x conhecidos.

Exemplo

=PREVISÃO(50;A1:A50;B1;B50) devolve o valor Y esperado para o valor X igual a 50, se os valores X e Y em ambas as referências estiverem associadas por uma tendência linear.

PREVISÃO.LINEAR

Faz uma extrapolação de valores futuros com base em valores x e y existentes.

Sintaxe

PREVISÃO.LINEAR(x; dados_y; dados_x)

x é o valor x para o qual deve ser devolvido o valor y na regressão linear.

dados_y corresponde à matriz ou intervalo de valores y conhecidos.

dados_x corresponde à matriz ou intervalo de valores x conhecidos.

Exemplo

=PREVISÃO.LINEAR(50;A1:A50;B1;B50) devolve o valor Y esperado para o valor X igual a 50, se os valores X e Y em ambas as referências estiverem associadas por uma tendência linear.

Necessitamos da sua ajuda!