Funções de Estatística - Parte Dois

From LibreOffice Help
Jump to: navigation, search

TESTEZ

Calcula a probabilidade de observar uma estatística z superior à calculada com base numa amostra.

Sintaxe

TESTEZ(matriz_dados; miu; sigma)

dados é a amostra dada, retirada de uma população com distribuição normal.

mu é a média conhecida da população.

sigma (opcional) é o desvio padrão conhecido da população. Se omisso, é utilizado o desvio padrão da amostra.

Consulte a página Wiki.

TESTE.Z

Devolve o valor p unicaudal de um teste z.

Sintaxe

TESTE.Z(matriz_dadoss; miu; sigma)

matriz_dados é a matriz ou intervalo de dados da distribuição.

mu é a média conhecida da população.

sigma (opcional) é o desvio padrão conhecido da população. Se omisso, será utilizado o desvio padrão da amostra.

Exemplo

=TEST.Z(A2:A20; 9; 2) devolve o resultado de um teste z para a amostra A2:A20, criada a partir da população com uma média de 9 e desvio padrão de 2.

MÉDIA.INTERNA

Devolve a média de um intervalo de dados, ignorando os valores marginais.

Sintaxe

MÉDIA.INTERNA(matriz_dados; k)

matriz_dados é a matriz de dados da amostra.

k é a percentagem de dados marginais que não serão considerados.

Exemplo

=MÉDIA.INTERNA(A1:A50; 0,1) calcula o valor médio dos números em A1:A50, sem ter em consideração os 5 por cento de valores que representam os valores mais elevados, e os 5 por cento de valores que representam os mais baixos. As percentagens correspondem ao montante do valor médio não truncado e não ao número de parcelas.

DIST.HIPGEOM

Devolve a distribuição hipergeométrica.

Sintaxe

DIST.HIPGEOM(a_sucessos; n_amostra; p_sucessos; n_população)

a_sucessos é o número de sucessos na amostra aleatória.

n_amostra é o tamanho da amostra aleatória.

p_sucessos é o número de resultados possíveis da população.

n_população é o tamanho da população.

Para cumulativo=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplos

=DIST.HIPGEOM(2;2;90;100;0) devolve 0,8090909091. Se 90 de 100 torradas com manteiga caírem da mesa com a face com manteiga virada para o chão, então se deixarmos cair 2 torradas com manteiga da mesa, há 81% de probabilidade de ambas caírem com a face com manteiga virada para o chão.

=8090909091(2;2;90;100;1) devolve 1.

DIST.HIPERGEOM

Devolve a distribuição hipergeométrica.

Sintaxe

DIST.HIPERGEOM(a_sucessos; n_amostra; p_sucessos; n_população)

a_sucessos é o número de sucessos na amostra aleatória.

n_amostra é o o tamanho da amostra aleatória.

Sucessos corresponde ao número de resultados possíveis na população total.

n_população é o tamanho da população.

Exemplo

=DIST.HIPERGEOM(2;2;90;100) devolve 0,81. Se 90 em 100 torradas com manteiga caírem da mesa com a face com manteiga virada para o chão, então se deixarmos cair 2 torradas com manteiga da mesa, há 81% de probabilidade de ambas caírem com a face com manteiga virada para o chão.

MÉDIA.HARMÓNICA

Devolve a média harmónica de um conjunto de dados.

Sintaxe

MÉDIA.HARMÓNICA(número1; número2; ...número30)

número1; número2; ...número30são de 1 até 30 argumentos numéricos para os quais pretende calcular a média harmónica.

Exemplo

=MÉDIA.HARMÓNICA(23;46;69) = 37,64. Assim, média harmónica desta amostra aleatória é 37,64

MÉDIA.GEOMÉTRICA

Devolve a média geométrica de uma amostra.

Sintaxe

MÉDIA.GEOMÉTRICA(número1; número2; ...número30)

número1, número2,...número30 são os argumentos ou intervalos numéricos representativos da amostra aleatória.

Exemplo

=MÉDIA.GEOMÉTRICA(23;46;69) = 41,79. Assim, o valor da média geométrica desta amostra aleatória é 41,79.

GAUSS

Devolve um valor da distribuição normal cumulativa.

São equivalentes GAUSS(x)=DIST.NORMP(x)-0,5

Sintaxe

GAUSS(número)

número é o número para o qual se pretende calcular o valor da distribuição normal cumulativa.

Exemplo

=GAUSS(0,19) = 0,08

=GAUSS(0,0375) = 0,01

LNGAMA.PRECISO

Devolve o logaritmo natural da função Gama.

Sintaxe

LNGAMA.PRECISO(número)

número é o valor para o qual se pretende calcular o logaritmo natural da função Gama.

Exemplo

=LNGAMA.PRECISO(2) devolve 0.

LNGAMA

Devolve o logaritmo natural da distribuição Gama: G(x).

Sintaxe

LNGAMA(número)

x é o valor para o qual se pretende calcular o logaritmo natural da distribuição gama.

Exemplo

=LNGAMA(2) devolve 0.

INVGAMA

Devolve o inverso da distribuição Gama cumulativa DISTGAMA. Esta função permite procurar variáveis com distribuição diferente.

Sintaxe

INVGAMA(número; alfa; beta)

número corresponde ao valor de probabilidade para o qual se pretende calcular o inverso da distribuição Gama.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Gama.

beta corresponde ao parâmetro beta da distribuição Gama.

Exemplo

=INVGAMA(0,8;1;1) devolve 1,61.

INV.GAMA

Devolve o inverso da distribuição Gama. Esta função permite-lhe procurar as variáveis com distribuição diferente.

Esta função é similar a função INVGAMA e foi introduzida para interoperabilidade com outras aplicações.

Sintaxe

INV.GAMA(número; alfa; beta)

número é o valor para o qual se pretende calcular o inverso da distribuição Gama.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Gama.

beta é o parâmetro beta da distribuição Gama.

Exemplo

=INV.GAMA(0,8;1;1) devolve 1,61.

DIST.GAMA

Devolve os valores da distribuição Gama.

Como funções de inverso temos INVGAMA ou INV.GAMA.

Esta função é similar à função DISTGAMA e foi introduzida para interoperabilidade com outras aplicações.

Sintaxe

DIST.GAMA(número; alfa; beta; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição Gama.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Gama.

beta é o parâmetro beta da distribuição Gama.

Para cumulativo (opcional)=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.GAMA(2;1;1;1) devolve 0,86.

DISTGAMA

Devolve os valores de uma distribuição Gama.

A função inversa é INVGAMA.

Sintaxe

DISTGAMA(número; alfa; beta; cumulativo)

número é o número para o qual se pretende calcular a função Gama.

alfa é o parâmetro alfa da distribuição Gama.

beta é o parâmetro beta da distribuição Gama.

Para cumulativo (opcional)=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DISTGAMA(2;1;1;1) devolve 0,86.

GAMA

Devolve o valor da função Gama. Repare que INVGAMA não é o inverso de GAMA, mas de DISTGAMA.

Sintaxe

número é o número para o qual se pretende calcular a função Gama.

TESTEF

Devolve o resultado de um teste F.

Sintaxe

TESTEF(dados_1; dados_2)

dados_1 corresponde à primeira matriz de registos.

dados_2 corresponde à segunda matriz de registos.

Exemplo

=TESTEF(A1:A30;B1:B12) calcula se os dois conjuntos de dados são diferentes na respetiva variância, e devolve a probabilidade de ambos os conjuntos terem origem na mesma população total.

FISHERINV

Devolve o inverso da transformação Fisher de x, e cria uma função semelhante a uma distribuição normal.

Sintaxe

FISHERINV(número)

número é o valor que se pretende submeter a uma inversão.

Exemplo

=FISHERINV(0,5) devolve 0,46.

FISHER

Devolve a transformação Fisher de x, e cria uma função semelhante a uma distribuição normal.

Sintaxe

FISHER(número)

número é o valor que será transformado.

Exemplo

=FISHER(0,5) devolve 0,55.

INVF

Devolve o inverso da distribuição F. A distribuição F é utilizada nos testes F para determinar a relação entre dois conjuntos de dados diferentes.

Sintaxe

INVF(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2)

número é o valor de probabilidade em relação ao qual se pretende calcular o inverso da distribuição F.

graus_liberdade_1 corresponde ao número de graus de liberdade no numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 corresponde ao número de graus de liberdade no denominador da distribuição F.

Exemplo

=INVF(0,5;5;10) devolve 0,93.

TESTE.F

Devolve o resultado de um teste F.

Sintaxe

TESTE.F(dados_1; dados_2)

dados_1 corresponde à primeira matriz de registos.

dados_2 corresponde à segunda matriz de registos.

Exemplo

=TESTE.F(A1:A30;B1:B12) calcula se os dois conjuntos de dados são diferentes na sua variância e devolve a probabilidade de ambos os conjuntos advirem da mesma população.

INV.F.DIR

Devolve o inverso unilateral à direita da distribuição F.

Sintaxe

INV.F.DIR(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2)

número é o valor para o qual se pretende calcular o inverso da distribuição F.

graus_liberdade_1 são os graus de liberdade do numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 são os graus de liberdade do denominador da distribuição F.

Exemplo

=INV.F.DIR(0,5;5;10) devolve 0,9319331609.

INV.F

Devolve o inverso unilateral à esquerda da distribuição F. A distribuição F é utilizada nos testes F para poder ver a relação entre dois conjuntos de dados.

Sintaxe

INV.F(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2)

número é o valor para o qual se pretende calcular o inverso da distribuição F.

graus_liberdade_1 são os graus de liberdade do numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 são os graus de liberdade do denominador da distribuição F.

Exemplo

=INV.F(0,5;5;10) devolve 0,9319331609.

DIST.F.DIR

Devolve os valores da cauda direita da distribuição F.

Sintaxe

DIST.F.DIR(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição F.

graus_liberdade_1 são os graus de liberdade no numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 são os graus de liberdade no denominador da distribuição F.

Exemplo

=DIST.F.DIR(0,8;8;12) devolve 0,6143396437.

DIST.F

Devolve os valores da cauda esquerda da distribuição F.

Sintaxe

DIST.F(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2; cumulativo)

número é o valor para o qual se pretende calcular a distribuição F.

graus_liberdade_1 são os graus de liberdade do numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 são os graus de liberdade do denominador da distribuição F.

Para cumulativo)=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.F(0,8;8;12;0) devolve 0,7095282499.

=DIST.F(0,8;8;12;1) devolve 0,3856603563.

DISTF

Calcula os valores de uma distribuição F.

Sintaxe

DISTF(número; graus_liberdade_1; graus_liberdade_2)

número é o valor em relação ao qual se pretende calcular a distribuição F.

graus_liberdade_1 corresponde aos graus de liberdade no numerador da distribuição F.

graus_liberdade_2 corresponde aos graus de liberdade no denominador da distribuição F.

Exemplo

=DISTF(0,8;8;12) devolve 0,61.


Related Topics

Functions by Category