Funções de Estatística - Parte Três

From LibreOffice Help
Jump to: navigation, search

MENOR

Devolve o enésimo menor valor num conjunto de dados.

Sintaxe

MENOR(matriz_dados; k)

matriz_dados é o intervalo de células dos dados.

k é a posição do valor.

Exemplo

=MENOR(A1:C50;2) fornece o segundo menor valor em A1:C50.

INV.NORMALLOG

Devolve o inverso da distribuição normal logarítmica.

Esta função é similar à função INVLOG e foi introduzida para interoperabilidade com outras aplicações.

Sintaxe

INV.NORMALLOG(número; média; desv_padrão)

número (obrigatório) é a probabilidade associada à distribuição logarítmica.

média (obrigatória) é o valor médio da distribuição logarítmica.

desv_padrão (obrigatório) é o desvio padrão da distribuição logarítmica.

Exemplo

=INV.NORMALLOG(0,05;0;1) devolve 0,1930408167.

DIST.NORMLOG

Devolve os valores da distribuição normal logarítmica.

Sintaxe

DIST.NORMLOG(número; média; desv_pad; cumulativo)

número (obrigatório) é o valor de probabilidade para o qual se pretende calcular a distribuição logarítmica.

média: (obrigatória) é o valor médio da distribuição logarítmica.

desv_padrão (obrigatório) é o desvio padrão da distribuição logarítmica.

Para cumulativo (obrigatório)=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.NORMLOG(0,1;0;1;1) devolve 0,0106510993.

DIST.NORMALLOG

Devolve os valores da distribuição log-normal.

Sintaxe

DIST.NORMALLOG(número; média; desvpad; cumulativo)

número é o valor de probabilidade para o qual se pretende calcular a distribuição logarítmica.

média: (opcional) é o valor médio da distribuição logarítmica.

desv_padrão (opcional) é o desvio padrão da distribuição logarítmica.

Para cumulativo (opcional)=0 ou falso calcula a função de densidade e para cumulativo=1 ou verdadeiro devolve a função de distribuição.

Exemplo

=DIST.NORMALLOG(0.1;0;1) devolve 0,01.

INVLOG

Devolve o inverso da distribuição log-normal.

Sintaxe

INVLOG(número; média; desv_padrão)

número é o valor de probabilidade para o qual será calculado o inverso da distribuição logarítmica.

média: é o valor médio da distribuição logarítmica.

desv_padrão é o desvio padrão da distribuição logarítmica.

Exemplo

=INVLOG(0,05;0;1) devolve 0,1930408167.

MAIOR

Devolve o n-ésimo maior valor num conjunto de dados.

Sintaxe

MAIOR(matriz_dados; k)

matriz_dados é o intervalo de células dos dados.

k é a posição do valor.

Exemplo

=MAIOR(A1:C50;2) fornece o segundo maior valor em A1:C50.

CURT

Devolve a curtose de uma distribuição (são necessários pelo menos 4 valores).

Sintaxe

CURT(número_1; número_2; ...número_30)

número 1, número 2,...número 30 são os intervalos ou argumentos numéricos que representam uma amostra aleatória de distribuição.

Exemplo

=CURT(A1;A2;A3;A4;A5;A6)

CRIT.BINOM

Devolve o menor valor para o qual a distribuição binomial cumulativa é superior ou igual a um valor de critério.

Sintaxe

CRIT.BINOM(tentativas; probabilidade; alfa)

tentativas é o número de tentativas independentes.

probabilidade é a probabilidade de sucesso de uma tentativa.

alfa é o limite de probabilidade a ser atingido ou excedido.

Exemplo

=CRIT.BINOM(100;0.5;0.1) devolve 44.

COVARIANCIA.S

Devolve a covariância da amostra, a média dos produtos de desvios para cada par de ponto de dados em dois conjuntos de dados.

Sintaxe

COVARIANCIA.S(dados_1; dados_2)

dados_1 é a primeira matriz ou intervalo de dados.

dados_2 é a segunda matriz ou intervalo de dados.

Exemplo

=COVARIANCIA.S(A1:A30;B1:B30)

COVARIANCIA.P

Devolve a covariância da população, a média dos produtos de desvios para cada par de ponto de dados em dois conjuntos de dados.

Sintaxe

COVARIANCIA.P(dados_1; dados_2)

dados_1 é a primeira matriz ou intervalo de dados.

dados_2 é a segunda matriz ou intervalo de dados.

Exemplo

=COVARIANCIA.P(A1:A30;B1:B30)

COVAR

Devolve a covariância do produto de dois desvios.

Sintaxe

COVAR(dados_1; dados_2)

dados_1 é a primeira matriz ou intervalo de dados.

dados_2 é a segunda matriz ou intervalo de dados.

Exemplo

=COVAR(A1:A30;B1:B30)

CORREL

Devolve o quociente de correlação entre dois conjuntos de dados.

Sintaxe

CORREL(dados_1; dados_2)

dados_1 é a primeira matriz ou intervalo de dados.

dados_2 é a segunda matriz ou intervalo de dados.

Exemplo

=CORREL(A1:A50;B1:B50) calcula o coeficiente de correlação como medida da correlação linear entre dois conjuntos de dados.

INT.CONFIANÇA.T

Devolve o intervalo de confiança (1 alfa) para a distribuição t de Student.

Sintaxe

INT.CONFIANÇA.T(alfa; desv_padrão; tamanho)

alfa é o nível do intervalo de confiança.

desv_padrão é o desvio padrão da população.

tamanho é o tamanho da população.

Exemplo

=INT.CONFIANÇA.T(0,05;1.5;100) devolve 0,2976325427.

INT.CONFIANÇA.NORM

Devolve o intervalo de confiança (1 alfa) para a média da população com uma distribuição normal.

Sintaxe

INT.CONFIANÇA.NORM(alfa; desv_padrão; tamanho)

alfa é o nível do intervalo de confiança.

desv_padrão é o desvio padrão da população.

tamanho é o tamanho da população.

Exemplo

=INT.CONFIANÇA.NORM(0,05;1.5;100) devolve 0,2939945977.

INT.CONFIANÇA

Devolve o intervalo de confiança (1-alfa) de uma distribuição normal.

Sintaxe

INT.CONFIANÇA(alfa; desv_padrão; tamanho)

alfa é o nível do intervalo de confiança.

desv_padrão é o desvio padrão da população.

tamanho é o tamanho da população.

Exemplo

=INT.CONFIANÇA(0,05;1.5;100) devolve 0,29.


Related Topics

Functions by Category