Estatísticas de dados no Calc

From LibreOffice Help
Jump to: navigation, search

Utilize a estatística de dados no Calc para executar análises complexas nos dados.

Para trabalhar com análises complexas de estatística ou engenharia, pode poupar tempo através das estatísticas de dados do Calc. Você indica os dados e os parâmetros de cada análise e as ferramentas da aplicação utilizam a função adequada para calcular e exibir os resultados numa tabela de saída.

Amostragem

Cria uma tabela com dados amostrados de outra tabela.

Choose Data - Statistics - Sampling

A amostragem permite colher dados de um tabela de origem para preencher uma tabela de destino. A amostragem pode ser aleatória ou em base periódica.

Note.png A amostragem é por linhas. Significa que os dados amostrados trarão a linha inteira da tabela de origem e a copiará numa linha da tabela de destino.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Método de amostragem

Aleatório: colhe exatamente Tamanho da amostra linhas da tabela de origem de forma aleatória.

Tamanho da amostra: Número de linhas amostradas da tabela de origem.

Periódico: Colhe linhas intercaladas porPeríodo.

Período: o número de linhas a saltar periodicamente ao amostrar.

Exemplo

Os dados abaixo serão utilizados como exemplo de dados de origem para amostragem:

A B C
1 11 21 31
2 12 22 32
3 13 23 33
4 14 24 34
5 15 25 35
6 16 26 36
7 17 27 37
8 18 28 38
9 19 29 39

A amostragem com período de 2 resultará na seguinte tabela:

12 22 32
14 24 34
16 26 36
18 28 38

Estatísticas descritivas

Preenche uma tabela na planilha com as principais propriedades estatísiticas do conjunto de dados.

Escolha Menu Dados - Estatísticas - Estatísitica descritiva

A ferramenta de análise de Estatísitica descritiva produz um relatório das estatísiticas univariáveis para os dados no intervalo de entrada, fornecendo informação sobre tendência central e variação dos dados.

Note.png Para mais informações sobre estatística descritiva, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

Os dados abaixo serão usados como exemplo

A B C
1 Matemática Física Biologia
2 47 67 33
3 36 68 42
4 40 65 44
5 39 64 60
6 38 43
7 47 84 62
8 29 80 51
9 27 49 40
10 57 49 12
11 56 33 60
12 57
13 26

A tabela a seguir exibe os resultados da estatística descritiva das amostras de dados acima.

Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3
Média 41.9090909091 59.7 44.7
Erro padrão 3.5610380138 5.3583786934 4.7680650629
Modo 47 49 60
Mediana 40 64.5 43.5
Variância 139.4909090909 287.1222222222 227.3444444444
Desvio padrão 11.8106269559 16.944681237 15.0779456308
Curtose -1.4621677981 -0.9415988746 1.418052719
Inclinação 0.0152409533 -0.2226426904 -0.9766803373
Intervalo 31 51 50
Mínimo 26 33 12
Máximo 57 84 62
Soma 461 597 447
Contagem 11 10 10

Análise da variância (ANOVA)

Produz a análise de variância (ANOVA) de um conjunto de dados.

Escolha o menu Dados - Estatística - Análise da Variância (ANOVA)

ANOVA é o acrônimo para ANalysis Of VAriance. Produz a análise da variância de um conjunto de dados.

Note.png Para mais informações sobre análise de variância (ANOVA), consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Tipo

Selecione caso a análise ANOVA seja para um fator único ou para dois fatores.

Parâmetros

Alfa: o nível da significância do teste.

Linhas por amostra: Define quantas linhas a amostra tem.

Exemplo

Os dados abaixo serão usados como exemplo

A B C
1 Matemática Física Biologia
2 47 67 33
3 36 68 42
4 40 65 44
5 39 64 60
6 38 43
7 47 84 62
8 29 80 51
9 27 49 40
10 57 49 12
11 56 33 60
12 57
13 26

A tabela seguinte exibe os resultados da análise de variância (ANOVA) dos dados acima.

ANOVA - Fator único
Alfa 0.05
Grupos Contagem Soma Média Variância
Coluna 1 11 461 41.9090909091 139.4909090909
Coluna 2 10 597 59.7 287.1222222222
Coluna 3 10 447 44.7 227.3444444444
Origem de variações SS df MS F Valor p
Entre grupos 1876.5683284457 2 938.2841642229 4.3604117704 0.0224614952
Dentro dos grupos 6025.1090909091 28 215.1824675325
Total 7901.6774193548 30

Correlação

Calcula a correlação de dois conjuntos de dados numéricos.

Escolha o menu Dados - Estatísticas - Correlação

O coeficiente de correlação (um valor entre -1 e +1) significa como duas variáveis estão relacionadas entre si. Pode-se usar a função CORREL sobre as estatísticas de dados para encontrar o coeficiente de correlação entre duas variáveis.

Um coeficiente de correlação de +1 indica uma correlação positiva perfeita.

Um coeficiente de correlação de -1 indica uma correlação negativa perfeita.

Note.png Para mais informações sobre correlação estatística, visite http://en.wikipedia.org/wiki/Correlation

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

Os dados abaixo serão usados como exemplo

A B C
1 Matemática Física Biologia
2 47 67 33
3 36 68 42
4 40 65 44
5 39 64 60
6 38 43
7 47 84 62
8 29 80 51
9 27 49 40
10 57 49 12
11 56 33 60
12 57
13 26

A tabela seguinte exibe os resultados da correlação das amostras acima.

Correlações Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3
Coluna 1 1
Coluna 2 -0.4029254917 1
Coluna 3 -0.2107642836 0.2309714048 1

Covariância

Calcula a covariância de dois conjuntos de dados numéricos.

Escoha o menu Dados - Estatística - Covariância

A covariância é uma medida de quanto duas variáveis aleatórias mudam em conjunto.

Note.png Para mais informações sobre covariância estatística, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

Os dados abaixo serão usados como exemplo

A B C
1 Matemática Física Biologia
2 47 67 33
3 36 68 42
4 40 65 44
5 39 64 60
6 38 43
7 47 84 62
8 29 80 51
9 27 49 40
10 57 49 12
11 56 33 60
12 57
13 26

A tabela a seguir exibe os resultados da covariância das amostras de dados acima.

Covariâncias Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3
Coluna 1 126.8099173554
Coluna 2 -61.4444444444 258.41
Coluna 3 -32 53.11 204.61

Suavização exponencial

Resulta numa série de dados suavizada.

Escolha o menu Dados - Estatística - Suavização exponencial

A suavização exponencial é uma tecnica de filtragem que quando aplicada num conjunto de dados, produz resultados suavizados. É empregada em muitos domínios como mercado de ações, economia e em amostras de medidas físicas.

Note.png Para mais informações sobre suavização exponencial, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Parâmetros

Fator de suavização: um parãmetro entre 0 e 1 que representa o fator de amortecimento Alfa na equação de suavização.

Exemplo

A tabela seguinte tem duas séries temporais, uma representa a função de impulso em que tempo t=0 e outra em que tempo t=2.

A B
1 1 0
2 0 0
3 0 1
4 0 0
5 0 0
6 0 0
7 0 0
8 0 0
9 0 0
10 0 0
11 0 0
12 0 0
13 0 0

A suavização resultante abaixo foi com fator de suavização de 0,5:

Alfa
0.5
Coluna 1 Coluna 2
1 0
1 0
0.5 0
0.25 0.5
0.125 0.25
0.0625 0.125
0.03125 0.0625
0.015625 0.03125
0.0078125 0.015625
0.00390625 0.0078125
0.001953125 0.00390625
0.0009765625 0.001953125
0.0004882813 0.0009765625
0.0002441406 0.0004882813

Média móvel

Calcula a média móvel de uma série temporal.

Escolha o menu Dados - Estatistica - Média móvel

Note.png Para mais informações sobre média móvel, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula ou intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Parâmetros

Intervalo: o número de amostras usadas no cálculo da média móvel.

Exemplo

A tabela seguinte tem duas séries temporais, uma representa a função de impulso em que tempo t=0 e outra em que tempo t=2.

A B
1 1 0
2 0 0
3 0 1
4 0 0
5 0 0
6 0 0
7 0 0
8 0 0
9 0 0
10 0 0
11 0 0
12 0 0
13 0 0

Resultados da média móvel:

Coluna 1 Coluna 2
#N/DISP #N/DISP
0.3333333333 0.3333333333
0 0.3333333333
0 0.3333333333
0 0
0 0
0 0
0 0
0 0
0 0
0 0
0 0
#N/DISP #N/DISP

Teste-t

Calcula o teste-t de dois conjuntos de dados.

Escolha o menu Dados - Estatistica - Teste-t

Um teste-t é qualquer teste estatístico de hipóteses que segue uma distribuição t de Student.

Note.png Para mais informações sobre teste t, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo da 1ª variável: a referência para o intervalo da primeira série de dados a analisar.

Intervalo da 2ª variável: a referência para o intervalo da segunda série de dados a analisar.

Resultados para: A referência da célula superior esquerda do intervalo onde os testes serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

A tabela seguinte tem dois conjuntos de dados.

A B
1 28 19
2 26 13
3 31 12
4 23 5
5 20 34
6 27 31
7 28 31
8 14 12
9 4 24
10 0 23
11 2 19
12 8 10
13 9 33

Resultados para o teste t

A seguinte tabela mostra o teste t para a série de dados acima:

Teste-t
Alfa 0.05
Diferença média hipotética 0
Variável 1 Variável 2
Média 16.9230769231 20.4615384615
Variância 125.0769230769 94.4358974359
Observações 13 13
Correlação de Pearson -0.0617539772
Diferença média observada -3.5384615385
Variância das diferenças 232.9358974359
df 12
Estatística t -0.8359262137
P (T<=t) unicaudal 0.2097651442
t Crítico unicaudal 1.7822875556
P (T<=t) bicaudal 0.4195302884
t Crítico bicaudal 2.1788128297

Teste-F

Calcula o teste F de dois conjuntos de dados.

Escolha o menu Dados - Estatística - Teste-F

Um teste-F é qualquer teste estatístico baseado na distribuição F sob a hipótese de nulidade.

Note.png Para mais informações sobre teste F, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo da 1ª variável: a referência do intervalo da primeira série de dados a analisar.

Intervalo da 2ª variável: a referência do intervalo da segunda série de dados a analisar.

Resultados para: a referência da célula superior esquerda do intervalo onde os resultados serão exibidos.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

A tabela seguinte tem dois conjuntos de dados.

A B
1 28 19
2 26 13
3 31 12
4 23 5
5 20 34
6 27 31
7 28 31
8 14 12
9 4 24
10 0 23
11 2 19
12 8 10
13 9 33

Resultados para o teste F

A seguinte tabela mostra o teste F para a série de dados acima:

Teste-F
Alfa 0.05
Variável 1 Variável 2
Média 16.9230769231 20.4615384615
Variância 125.0769230769 94.4358974359
Observações 13 13
df 12 12
F 1.3244637524
P (F<=f) cauda direita 0.3170614146
F Crítico cauda direita 2.6866371125
P (F<=f) cauda esquerda 0.6829385854
F Crítico cauda esquerda 0.3722125312
P bicaudal 0.6341228293
F Crítico bicaudal 0.3051313549 3.277277094

Teste Z

Calcula o teste z de dois conjuntos de dados.

Escolha o menu Dados - Estatística - Teste z

Note.png Para mais informações sobre teste Z, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo da 1ª variável: a referência do intervalo da primeira série a analisar.

Intervalo da 2ª variável: a referência do intervalo da segunda série a analisar.

Resultados para: a referência da célula superior esquerda do intervalo onde o teste será exibido.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

A tabela seguinte tem dois conjuntos de dados.

A B
1 28 19
2 26 13
3 31 12
4 23 5
5 20 34
6 27 31
7 28 31
8 14 12
9 4 24
10 0 23
11 2 19
12 8 10
13 9 33

Resultados para o teste z:

A tabela a seguir mostra o teste z para as séries de dados acima:

Teste Z
Alfa 0.05
Diferença média hipotética 0
Variável 1 Variável 2
Variância conhecida 0 0
Média 16.9230769231 20.4615384615
Observações 13 13
Diferença média observada -3.5384615385
z #DIV/0!
P (Z<=z) unicaudal #DIV/0!
z Crítico unicaudal 1.644853627
P (Z<=z) bicaudal #DIV/0!
z Crítico bicaudal 1.9599639845

Teste de qui-quadrado

Calcula o teste de qui-quadrado de uma amostra de dados.

Escolha o menu Dados - Estatística - Teste de qui-quadrado

Note.png Para mais informações sobre teste qui-quadrado, consulte o artigo correspondente na Wikipédia.

Dados

Intervalo de entrada: a referência do intervalo das series de dados a analizar.

Resultados para: a referência da célula superior esquerda do intervalo onde o teste será exibido.

Agrupado por

Selecione se os dados de entrada estão dispostos em colunas ou linhas.

Exemplo

A tabela seguinte tem dois conjuntos de dados.

A B
1 28 19
2 26 13
3 31 12
4 23 5
5 20 34
6 27 31
7 28 31
8 14 12
9 4 24
10 0 23
11 2 19
12 8 10
13 9 33

Resultados do teste de qui-quadrado:

Teste de independência (Qui-quadrado)
Alfa 0.05
df 12
Valor p 2.32567054678584E-014
Estatística do teste 91.6870055842
Valor crítico 21.0260698175

Related Topics

Análise de regressão